Sexta, 22 de Janeiro de 2021 04:35
42 98874-8154
Policial Policial

PCPR registra queda de violência doméstica no Litoral

06/01/2021 17h15
Por:
PCPR registra queda de violência doméstica no Litoral

Os casos de violência doméstica no Litoral do Estado reduziram 36,8% nos primeiros 15 dias da operação Verão Consciente 2020/2021, na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com o balanço divulgado pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) nesta quarta-feira (06). Também houve queda no registro de outros crimes como roubos (-30,6%), furtos (-3,1%) e contra a dignidade sexual (-33,3%). Os números referem-se ao período de 21 dezembro a 05 de janeiro.

Foram 46 ocorrências a menos de violência doméstica no comparativo. Nos primeiros 15 dias da última temporada houve 125 registros, enquanto nos no mesmo período da operação atual 79. Segundo a Polícia Civil, a diminuição também foi impactada pela menor hospedagem de famílias devido à pandemia da Covid-19.

"Nosso litoral está recebendo menos famílias durante esta operação verão se compararmos com anos anteriores, mas estamos preparados para atender essas ocorrências e investigar cada caso com a atenção necessária que a situação exige", explica o coordenador da operação Verão Consciente pela Polícia Civil, delegado Gil Tesseroli.

A violência doméstica engloba as ocorrências de violência contra a mulher, contra idosos e crianças, entre demais pessoas, ocorrida no ambiente doméstico familiar. Os casos caíram em Paranaguá, Matinhos, Guaratuba e Morretes.

Em Paranaguá, foram 15 registros no referido período no verão passado e 13 neste. Nos demais municípios também houve redução. Em Matinhos, de 30 casos para 19; em Guaratuba, de 22 para 14; em Morretes, a redução foi de 10 para cinco casos. Pontal do Paraná apresentou um pequeno aumento nos registros com 19 casos nos primeiros 15 dias da temporada anterior e 21 na atual.

A Polícia Civil orienta que em casos de violência doméstica o cidadão deve procurar uma delegacia de polícia para registrar o crime. A situação será investigada e todas as medidas necessárias tomadas.

"A Polícia Civil está mais próxima da população. Qualquer pessoa pode vir até nós para registrar um boletim de ocorrência ou até mesmo pedir orientações. Assim, conseguimos prestar um serviço de melhor qualidade ao cidadão", acrescenta o delegado Tesseroli.

OUTROS CRIMES - A Polícia Civil também registrou queda dos crimes de furtos (-3,1%), de 253 casos para 245, e de roubos (-30,6%), de 49 para 34. O crime de tráfico de drogas também reduziu de 47 situações para 36 (23,4%).

O crime de feminicídio - homicídio contra mulher motivado pela discriminação de gênero - também diminuiu no Litoral neste comparativo. Durante os primeiros 15 dias da operação Verão Consciente houve apenas um caso. No mesmo período do verão passado foram três casos. As ocorrências de crime contra a dignidade sexual também caíram, de 12 para oito.

ESTELIONATO - Os registros de estelionato aumentaram, com 46 ocorrências a mais no comparativo. Foram 39 casos no período no verão anterior e 85 neste, um crescimento de 117%.

Segundo a Polícia Civil, aumento nos registros de estelionato não significa que os crimes foram aplicados por pessoas da região. "Nas ocorrências de estelionato a gente verificou que a maioria trata-se de crimes praticados pela internet, principalmente pelo aplicativo de mensagens. As pessoas sofreram o golpe em suas cidades de origem e descobriram que foram enganadas aqui no Litoral, onde fizeram o registro. Por isso, não tem relação com o número de pessoas no Litoral", destaca o Gil delegado Tesseroli. 

SEGURANÇA - A Polícia Civil atua de forma mais intensa no Litoral desde o início da operação Verão Consciente, em 19 de dezembro. O efetivo regular foi reforçado com mais 135 policiais civis fixos e 14 itinerantes, entre delegados, investigadores, escrivães e papiloscopistas. 

Mais 20 viaturas se somam à frota na região, além de um ônibus que abriga a Delegacia Móvel, que fica em pontos estratégicos para atender a população local e os veranistas. Em momentos específicos há reforço com equipes das unidades especializadas. 

O público pode registrar boletins de ocorrência na Delegacia Móvel, além de tirar dúvidas sobre assuntos relacionados à atuação da PCPR. O veículo foi desenvolvido para o atendimento em locais externos, possui acessibilidade para pessoas com deficiência, operacionalidade dinâmica e padrão internacional.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ponta Grossa - PR
Atualizado às 04h22 - Fonte: Climatempo
18°
Muitas nuvens

Mín. 18° Máx. 24°

18° Sensação
13.8 km/h Vento
97.3% Umidade do ar
90% (14mm) Chance de chuva
Amanhã (23/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (24/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.