Quinta, 13 de Agosto de 2020 05:24
42 98874-8154
Geral Crítica:

Crítica: Filme O Quarto de Jack

Crítica: Filme O Quarto de Jack

06/01/2017 08h40 Atualizada há 4 anos
Por: Redação
Crítica: Filme O Quarto de Jack
O filme foi aclamado pela critica caindo no gosto da Academia e sendo indicado para Oscar por se tratar de uma produção modesta a trama aborda uma historia cheia de suspense dramático ao qual prende o espectador.

O roteiro é baseado no livro de Emma Donoghue e traz cenas de grande impacto narradas sob o olhar de um garoto de cinco anos Jack (Jacob Tremblay) que vive com sua mãe Joy (Brie Larson).


O confinamento dos personagens é um trabalho do diretor Lenny Abrahanson que mostra em cenas fechadas a angustia de quem nunca viu o lado de fora além da clarabóia e que o quarto é seu mundo.


O fator chave da trama além da simplicidade traz um desfecho rápido diferente do que se espera numa narrativa ou estamos acostumados a ver na maioria dos filmes.


A quebra do suspense, o desenrolar da trama não peca por exageros ou drama barato, e sim de forma contida e rápida ela se desenvolve e ao mesmo tempo deixando no ar questões, sem muito detalhe, sem aquelas explicações para deixar tudo óbvio e sim dando ao espectador a liberdade de se questionar sobre cada situação.


Brie Larson (vencedora do Oscar de Melhor Atriz)e Jacob Tremblay comovem com a atuação e interação dos dois que mesmo depois do confinamento do quarto tentam se adaptar a nova vida e não se tornam vitimas do que aconteceu e sim em busca de um novo recomeço, “reaprendendo a andar”.


Tremblay mostra uma carga dramática de um ator veterano, sua interpretação impecável fica irreconhecível depois do corte de cabelo e deixando claro o desapego pela mãe e interagindo com outras pessoas e descobre que o mundo é como ele via na TV e que as pessoas são reais.


O QUARTO DE JACK/Room. Direção de Lenny Abrahanson. Roteiro de Emma Donoghue. Irlanda/Canadá, 2015. 118 MIN. Drama/Suspense. Com: Brie Larson, Jacob Tremblay, Joan Allen, William H. Macy, Sean Bridgers, Wendy Crewson, Tom McCamus.


* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.