Quarta, 20 de Outubro de 2021
15°

Chuva

Ponta Grossa - PR

Tecnologia Tecnologia

Estúdio News deste sábado debate o futuro da internet das coisas 

Especialistas discutem a nova interatividade com conteúdo personalizado, exclusivo baseado nos hábitos de cada consumidor

14/10/2021 às 13h00
Por: Redação Fonte: R7
Compartilhe:

Quem nunca pensou, no conforto de casa, em ligar e desligar todos os aparelhos eletrônicos e/ou os próprios eletrodomésticos com um simples comando de voz?
 
E mais do que isso, já pensou no televisor do seu quarto identificar a intensidade do seu sono e desligar quando você adormecer ou mesmo a iluminação do quarto ir escurecendo à medida que a intensidade do sono vem? O próprio monitoramento do corpo dar comando para que o ar condicionado possa adequar a temperatura do ambiente do quarto ou da sala?
 
No Estúdio News deste sábado (16) você vai saber o que é e como será o futuro da internet das coisas.     

“Tudo vai estar conectado à internet para que a gente possa ter uma comodidade melhor, maior e um conforto no lar, no trabalho, na indústria, com melhorias, com ganhos de produtividade, de recursos, de tempo, enfim, é o mundo conectado em internet”, explica Jorge Nascimento, presidente executivo da ELETROS.      

O presidente da Qualcomm para a América Latina, Luiz Tonisi afirma que em alguns países, esse uso já é feito em uma escala muito maior que no Brasil. “Você pega alguns países já desenvolvidos como os EUA, a Coreia, o Japão, esse uso já está sendo feito em escala muito maior, que é aquilo que chamamos de indústria 4.0”.
 
A internet das coisas não é só das coisas, mas das máquinas também, então não é internet só dos humanos, mas é como as máquinas vão se conectar à internet. As máquinas, se conectando a essa grande rede – a internet – ela tem um objetivo muito claro de como vamos trazer melhores ganhos de eficiência, competitividade e inteligência ao uso de todos esses dispositivos que estamos falando”.
 
Sobre o impacto econômico que a internet das coisas deve ter, Jorge explica:
 
“O impacto vai ser gigantesco. Mensurar isso, principalmente na questão monetária financeira, eu chuto aqui que na ordem de trilhões de dólares no mundo todo. É realmente um impacto, um avanço tecnológico ainda mais agressivo do que experimentamos dos últimos cinquenta anos do mundo”.
 
Para ambos, interação é a palavra que define essa grande evolução tecnológica.
 
“A TV 3.0 não é nem conectividade, é interação, interação do público. Uma interatividade muito maior e praticamente com um conteúdo exclusivo, personalizado, e também baseado nos hábitos daquele seu consumidor, dando para ele o que ele quer, na hora que ele quer e não todo mundo na mesma hora, a mesma propaganda ou a mesma informação”, ressalta Tonisi.
 
“Com a instalação do 5G no Brasil, a evolução da TV Aberta vai ser uma coisa tremenda, não só em recepção de som e imagem, mas também na própria conectividade, interatividade do telespectador, ele vai se envolver, ele vai fazer parte, vai entrar na TV”, complementa Jorge.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Veja também
Ponta Grossa - PR Atualizado às 19h49 - Fonte: ClimaTempo
15°
Chuva

Mín. 10° Máx. 18°

Qui 22°C 12°C
Sex 25°C 12°C
Sáb 27°C 13°C
Dom 22°C 16°C
Seg 22°C 13°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes