Segunda, 28 de Setembro de 2020 02:53
42 98874-8154
Paraná Paraná

Com apoio do Sebrae/PR, produtor de maracujá de Antonina conquista certificação internacional

Documento possibilita a abertura de novos mercados e produto com valor agregado

26/08/2020 12h43 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: SEBRAE/PR
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Um produtor de maracujá de Antonina, no litoral paranaense, conseguiu a certificação da Global G.A.P com apoio do Sebrae/PR, pelo programa Sebraetec. Com isso, a fruta pode ser vendida no mercado externo com uma chancela que garante a procedência e a qualidade. A certificação tem validade mundial e é uma forma de reconhecer o produtor que trabalha com a agricultura segura e sustentável.

A família de Heron Gasparin produz maracujá há 30 anos e trabalha com a variedade Passiflora edulis (maracujá amarelo), o tipo mais produzido e consumido no Brasil, com uma produção de 500 toneladas ao ano. A distribuição ocorre entre as Centrais de Abastecimento (Ceasa) de Curitiba, São Paulo e Porto Alegre, além distribuidores independentes em Veranópolis, no Rio Grande do Sul, e Londrina, no Paraná. A certificação, para ele, garante a expansão de mercado.

“Acreditamos que a atividade rural, em especial a produção de alimentos, só se justifica se apoiada nos pilares da sustentabilidade, responsabilidade socioambiental e segurança alimentar. Todas as ações realizadas na propriedade respeitam essas premissas, resultando em um produto de alta qualidade e seguro ao consumidor. A certificação Global G.A.P atesta esse trabalho dando tranquilidade à escolha do consumidor”, comenta Heron.

A certificação Global G.A.P é uma das mais completas e aceitas no mundo, pois foi desenvolvida em conjunto com diversos países que comercializam produtos agrícolas. De acordo com a coordenadora estadual de Agronegócios do Sebrae/PR, Maria Isabel Guimarães, o custo da certificação é alto e há várias exigências nas áreas de qualidade, processo e produção. Entretanto, é um investimento recomendável para quem deseja abrir mercado no exterior. Pelo Sebraetec, o produtor obteve subsídio para investir no processo de certificação. O Sebraetec é um programa subsidiado pelo Sebrae que auxilia pequenos negócios a inovar.

“O Global G.A.P é uma norma estabelecida por países da Europa e também nos Estados Unidos, que pode ser aplicada no Brasil, já que o país não possui regulamentação ou legislação para a produção hortifruti. No caso da certificação de produtos nacionais, o Sebrae auxilia o produtor no preparo da propriedade e no processo”, explica a coordenadora.

O processo consiste na avaliação de vários itens, entre eles as adequações físicas (como barracões, equipamentos, ambientes de convívio social e outros), adequações burocráticas (como testes laboratoriais, formalizações, instruções de trabalho e itens correlatos) e também adequações no trabalho (como mudanças nos procedimentos de produção e treinamento dos colaboradores).

A norma aborda ainda pontos de rastreabilidade, técnicas de produção (uso controlado de defensivos químicos), aspectos higiênicos (não-contaminação química, física e biológica) e preservação do meio ambiente e recursos naturais.

Certificação da goiaba de Carlópolis

Além do maracujá de Antonina, a goiaba de Carlópolis (que possui registro de Indicação Geográfica), também tem certificação pela Global G.A.P, conferida no ano de 2019 e obtida com apoio do Sebrae/PR. O documento foi concedido à Cooperativa Agroindustrial de Carlópolis (COAC) e a nove propriedades do município.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.