Segunda, 28 de Setembro de 2020 01:42
42 98874-8154
Ponta Grossa Ponta Grossa

Ex-Ambev assume coordenadoria de atração de investimentos no CDEPG

Fábio Lima substitui Nilton Cesar Bahls na liderança da equipe responsável pela captação e manutenção de investimentos em Ponta Grossa. Objetivo inicial é viabilizar porto seco.

23/08/2020 20h26 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Das assessorias
Foto: divulgação
Foto: divulgação

Em reunião realizada na quinta-feira (20), o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Ponta Grossa (CDEPG) apresentou o novo coordenador da Câmara Técnica de Atração de Investimentos. Trata-se de Fábio Lima, ex-gerente da unidade de Ponta Grossa da Ambev. Ele substitui Nilton Cesar Bahls, que se afastou do cargo para concorrer às eleições municipais.

O convite para assumir o posto veio dos próprios membros do Conselho. Lima é engenheiro mecânico, tem 25 anos de experiência na multinacional e atuou como diretor industrial da unidade da Ambev Ponta Grossa entre os anos de 2014 e 2018.

Em um primeiro contato com membros das câmaras de Indústria e Comércio Exterior e Atração de Investimentos, o coordenador elencou alguns desafios para o início de trabalho e esboçou algumas metas para o grupo. A primeira delas é a atuação conjunta das duas câmaras na discussão que tenta viabilizar um porto seco em Ponta Grossa – visando inclusive a captação de investimentos dentro dele.

“O objetivo não é somente viabilizar um porto seco, mas estudar a possibilidade de atrair unidades industriais para dentro dele. Grandes empresas de Ponta Grossa atuam com a importação de peças para produzir seus produtos por aqui. Se elas puderem contar com uma unidade local que faça essa produção do que hoje é importado, isso com certeza será um benefício”, conta.

Pensando em estratégias de médio e longo prazo, o novo coordenador acredita que o trabalho na câmara técnica não deve se resumir em atrair investimentos, mas também manter os que foram conquistados recentemente. “Precisamos pensar no que queremos para a nossa cidade daqui um, cinco, dez ou até 100 anos. Se queremos atrair novos investimentos, temos vários pontos positivos da cidade para isso. Mas também precisamos fazer a questão reversa, dando atenção e entendendo os motivos de empresas que possam querer deixar a cidade. Tem que entender o porquê de estar saindo, analisar e não errar mais. Aprendemos muito com os cases de sucesso, mas os de ‘insucesso’ podem nos ensinar muita coisa também”, avalia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ponta Grossa - PR

Ponta Grossa - Paraná

Sobre o município
Ponta Grossa, chamada de “Princesa dos Campos Gerais”, geograficamente sendo o 2° Planalto Paranaense, estudos revelam como maior entroncamento rodoferroviário do Sul do Brasil, devido seu potencial de escoamento de produção agrícola e de insumos é o maior polo industrial do interior do Paraná. Como uma população estimada em mais de 300 mil habitantes, com característica universitária, ótima opção para investimentos imobiliários, comércio de bens, serviços e turismo.