terça-feira, 7 de abril de 2020

Edital de citação: Boa Vista Papelaria e Embalagens Ltda processo nº 0025757-25.2017.8.16.0019

EDITAL DE CITAÇÃO COM PRAZO DE 20 (VINTE) DIAS CITANDO (S): BOA VISTA PAPELARIA E EMBALAGENS LTDA, representando por JOSÉ REGINALDO LMES, inscrito no CNPJ/MF sob no 06.112.442.0001-06, na pessoa de seu representante legal;

PROCESSO: EXECUCAO DE TITULO EXTRAJUD. sob no 0025757-25.2017.8.16.0019 movido por SERVIMED COMERCIAL LTDA; OBJETIVO: a) em 03 (três) dias pagar a importância de R$ 9.294,01 (nove mil duzentos e noventa e quatro reais e um centavo) E COMINAÇÕES LEGAIS (art.829), e caso efetue o pagamento no prazo assinalado, os honorários advocatícios serão reduzidos pela metade, sob pena de lhe serem PENHORADOS tantos bens quantos bastem para a satisfação da execução (principal + honorários advocatícios + despesas processuais; b) querendo, em 15 (quinze) duas, a contar do dia útil seguinte ao fim da dilação do prazo do edital (art. 231, IV), através de advogado, opor EMBARGOS ou postular os favores do art. 916, do CPC.

ADVERTÊNCIA: será nomeado curador especial em caso de revelia (art. 257, IV).

OBJETO: "Por força das relações comerciais pactuadas entre as partes, a exequente, reconhecida distribuidora do ramo de medicamentos e produtos de perfumaria, emitiu as notas fiscais anexas, sendo que os comprovantes de recebimento das mercadorias foram devidamente subscritos pela executada, como mostram cópias dos referidos documentos. Assim, considerando os valores iniciais dos títulos executivos devidamente atualizados conforme o Índice Geral de Preços e Mercado – IGPM/FGV, aplicados os juros legais de 1% (um por cento) ao mês, a executada é devedora da quantia líquida, certa e exigível de R$ 37.466,52 (trinta e sete mil, quatrocentos e sessenta e seis reais e cinquenta e dois centavos), conforme demonstrativo de débito anexo, que faz parte integrante da presente. Exauridos, sem êxito, os meios amigáveis para o recebimento de seu crédito, diante do inconteste inadimplemento da executada, à exequente não restou outra alternativa senão se valer do direito de ação, objetivando a execução forçada dos títulos antes mencionados. Diante do exposto, requer a exequente: a) a expedição do competente mandado executivo para a citação da executada no endereço acima apresentado, na pessoa de seu representante legal, para efetuar o pagamento, no prazo de 3 (três) dias, da quantia líquida, certa e exigível de R$ 37.466,52 (trinta e sete mil, quatrocentos e sessenta e seis reais e cinquenta e dois centavos), devidamente atualizada e acrescida de juros de mora legais até a data do efetivo pagamento, além de custas e despesas processuais e honorários advocatícios sucumbenciais, estes a serem prudentemente arbitrados por Vossa Excelência; b) caso não seja efetuado o pagamento, munido da segunda via do mandado, requer que o Sr. Oficial de Justiça encarregado da diligência proceda de imediato à penhora de bens e à sua correspondente avaliação, lavrando-se o respectivo auto e de tais atos intimando, na mesma oportunidade, a executada;

c) nas diligências do Sr. Oficial de Justiça, requer sejam concedidos os benefícios do art. 212, e parágrafos, e do art. 243, ambos do Código de Processo Civil, e que o mandado executivo seja clausulado com a requisição de força e arrombamento, remoção imediata dos bens móveis porventura penhorados para depositário particular de confiança deste R. Juízo, para a realização do ato constritivo, inclusive sobre possíveis depósitos bancários existentes em nome da executada; e d) requer, outrossim, que as intimações sejam veiculadas apenas em nome do advogado Luís Eduardo Fogolin Passos (OAB/PR no 66.466).”

DESPACHO: “Encontrando-se o réu em local ignorado ou incerto, eis que infrutíferas as tentativas de sua localização, inclusive mediante requisição pelo Juízo de informações sobre seu endereço nos cadastros de órgãos públicos ou de concessionárias de serviços públicos (art. 256, § 3o), DEFIRO a citação por edital, devendo ser cumpridos os requisitos previstos no art. 257, com as seguintes ressalvas:

a) prazo do edital: 20 dias; e b) publicação do edital via DJe e em jornal local uma única vez, visto que a exigência prevista no inciso II, do art. 257, ainda não é possível de ser implementada, por ausência de regulamentação. Intime-se. Ponta Grossa, 29 de janeiro de 2020. Poliana Maria Cremasco Fagundes Cunha Wojciechowski Juíza de Direito”.

OBS: Os autos tramitam exclusivamente por via eletrônica.

Ponta Grossa, 10 de março de 2020.
NIVALDO ORTIZ Escrivão (Subscrição autorizada pela Portaria 03/18)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GRUPO WHATSAPP

Postagens mais visitadas da semana

FALE CONOSCO

FALE CONOSCO
E-mail: jornalpontagrossa.com@gmail.com Cel.: (42) 98874-8154