terça-feira, 24 de março de 2020

Voluntários produzem protetores faciais para Profissionais de Saúde

Foto: divulgação
Um grupo de voluntários se uniu para produzir protetores faciais para os profissionais da saúde do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais (HU-UEPG). 

Imagem ilustrativa
Conforme explica o professor da UEPG Benjamim de Melo Carvalho, há um grande número de pessoas atuando hoje na definição do melhor projeto em termos de qualidade e produtividade. “Este grupo envolve professores e alunos de mestrado e doutorado da UEPG, da UTFPR de Francisco Beltrão e Ponta Grossa e profissionais que têm impressoras 3D em casa”, conta.

De acordo com o o vice-reitor Everson Krum, serão produzidas 300 máscaras para atender às equipes. “Está é a mobilização da comunidade em parceria com o conhecimento dos professores e pesquisadores das universidades, que quando demandados, rapidamente buscam soluções criativas e inovadoras para os problemas do meio onde vivemos”.

Segundo o professor Benjamim, o projeto receberá o apoio do Governo do Estado na compra de filamentos. “Inicialmente conseguimos a ajuda do Rotary para a compra de uma quantidade inicial de filamentos, que já foram encomendados. A reitoria da UEPG também já se prontificou a providenciar insumos para a produção dos protetores faciais”, diz.
Foto: divulgação
Nesta terça-feira (24), a Direção do Hospital Universitário se reuniu para avaliar os equipamentos produzidos. “É importante o feedback dos profissionais da área da saúde. Conseguimos a doação por parte de professores da UEPG de folhas de acetato transparente. Se a equipe aprovar este modelo com viseira de acetato, nossa linha de produção será simples e poderemos começar a fazer em quantidade”, afirma o professor.

Benjamin explica que o grupo de trabalho otimizou o projeto para imprimir uma peça de qualidade, com redução de custo e tempo. “Tem sido realmente um trabalho de equipe, com contribuições vindas de diversos especialistas. O custo de produção das máscaras está abaixo de R$ 10. E, como a viseira é um Equipamento de Proteção individual (EPI), temos que pensar que cada profissional da saúde envolvido no atendimento de pacientes deve ter o seu”.

Com o apoio do Governo do Estado, o objetivo é desenvolver um Projeto coletivo, integrando a ação em diversas regiões do Paraná. O professor envolvido no projeto realiza um convite à sociedade, “interessados que tenham impressoras 3D são convidados a participar deste projeto coletivo”, finaliza Benjamin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

GRUPO WHATSAPP

GRUPO TELEGRAM

Postagens mais visitadas da semana

FALE CONOSCO

FALE CONOSCO
E-mail: jornalpontagrossa.com@gmail.com Cel.: (42) 98874-8154