sábado, 28 de setembro de 2019

Sessão Solene na Alep vai celebrar o Dia do Paraquedista Militar

Foto: divulgação
No dia 29 de setembro é comemorado o Dia do Paraquedista Militar em celebração ao seu padroeiro, São Miguel Arcanjo. A data será lembrada em sessão solene na terça-feira (1°), às 18h, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), em uma proposição do deputado Subtenente Everton, para homenagear esta importante tropa de elite do Exército Brasileiro: A Brigada de Infantaria Paraquedista (Bda Inf Pqdt). 

“Já imaginou saltar de uma aeronave militar em pleno voo? Cair no meio da Floresta Amazônica, ou dentro do Complexo do Alemão? Esse reconhecimento é mais do que merecido à tropa do front do Exército Brasileiro”, afirma o parlamentar.

A homenagem é organizada em conjunto com a Associação de Veteranos Paraquedistas Militares do Paraná – Eterno Herói, sediada em Curitiba. O presidente da Associação, João Angelo Belotto, disse que esta é a primeira vez que ele estará na Casa de Leis e, ainda mais, para participar de uma sessão solene. “A irmandade paraquedista é muito próxima, preservar as amizades é uma das suas características e objetivos de sua existência”, afirma. “Esta homenagem foi uma surpresa muito bem-vinda”, disse.

Além de autoridades convidadas, a sessão solene contará também com a presença do paraquedista mais antigo do Brasil, Sr. Luiz Schirmer, com 3.807 saltos e, representando o segmento feminino foi convidada para receber menção honrosa, a 3º Sargento Gabriella Teixeira Tavares Remedi, servindo na Companhia de Comando da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, em Cascavel.

Exposição – Também na segunda-feira, só que a partir das 9 horas, estará exposto na Assembleia Legislativa um breve histórico da Brigada de Infantaria Paraquedista, através de artefatos e equipamentos como o paraquedas, capacetes uniformes, além dos símbolos inconfundíveis da tropa: o brevê alado prateado, o boot marrom e a boina bordô.

Histórico de coragem - A Brigada de Infantaria Paraquedista tem muita história, já serviram mais de 100 mil homens, hoje participam também as mulheres. O Exército Brasileiro criou a Escola de Paraquedistas em 1945, no Rio de Janeiro, onde edificou-se o paraquedismo militar no Brasil. O primeiro curso foi realizado em 1949. Aproximadamente 7 mil jovens tentam entrar para a Brigada, porém menos de 3 mil conseguem ser aprovados nos testes de coragem, agressividade no combate, determinação no cumprimento da missão, resistência física e camaradagem. O candidato precisa ter 18 anos e fazer o alistamento obrigatório no exército, mas a entrada para a tropa de elite paraquedista ocorre de forma voluntária.

De 1953 a 1969 existiu o Núcleo da Divisão Aeroterrestre. De 1969 a 1971, o núcleo evoluiu para a Brigada Aeroterrestre e, de 1971 a 1985, para a Brigada Paraquedista. Desde 1985, usa o atual nome de Brigada de Infantaria Paraquedista.

A Associação de Veteranos Paraquedistas Militares do Paraná – Eterno Herói foi criada em 2013, no Paraná, por quatro companheiros: João Angelo Belotto, Marcio do Rocio Frederico, Sidnei Belizário de Melo e Marco Antonio Antunes da Silva. Desde então, os associados se reúnem duas vezes ao mês, no restaurante do Aeroclube do Paraná para relembrarem histórias, reencontram e fazer novos amigos.

Fonte: Alep

EU CONCILIO

EU CONCILIO
Eu Concilio - Mediação e Conciliação

Postagem em destaque

Ponta Grossa realiza semana de mobilização contra sífilis

Foto: divulgação A sífilis é uma doença sexualmente transmissível e facilmente tratada. No Brasil tem se apresentado de forma epidêmica...

Postagens mais visitadas da semana

CONTATO

Telefone: (42) 98874-8154 WhatsApp E-mail: jornalpontagrossa.com@gmail.com