quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Aplicativo da Defesa Civil do Paraná permite aviso de desastres

Foto: divulgação
Uma nova funcionalidade incluída no aplicativo do Sistema de Defesa Civil do Paraná (SISDC) permite que os municípios comuniquem imediatamente a ocorrência de desastre ou evento climático, agilizando o tempo de resposta do Estado.

O botão de notificação está disponível na última atualização do SISDC Mobile, ferramenta que existe desde 2011 e é voltada somente aos gestores municipais de Defesa Civil.

Com apenas um clique, a informação sobre a ocorrência já chega até o Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cegerd), que inicia no ato o acompanhamento ao município. Até então, os agentes municipais precisavam acessar um computador para cadastrar as informações sobre o desastre, e só então o Cegerd era notificado sobre a ocorrência. Esse processo poderia levar algumas horas ou mesmo mais de um dia, já que dependia de uma estrutura que poderia estar afetada pelo desastre.

A ferramenta também facilita o trabalho em cidades menores, que conta com equipes reduzidas de Defesa Civil. “Às vezes o gestor é sozinho e precisa fazer os atendimentos emergenciais quando há ocorrência de desastre, deixando o preenchimento do sistema para mais tarde. Com a ferramenta, só é necessário um clique e nossa equipe já pode iniciar o contato para prestar auxílio ao município”, afirma o coordenador do Cegerd, major Anderson Gomes.

Para fazer a atualização, é necessário desinstalar o aplicativo antigo e fazer o download da nova versão. A ferramenta está disponível para o sistema Android.

PLANOS DE CONTINGÊNCIA – O aplicativo SISDC Mobile foi um dos primeiros desenvolvidos pela Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná). Ele permite ao gestor preencher com precisão as informações do plano de contingência, que auxilia na prevenção aos desastres.

A ferramenta funciona por georreferenciamento, dando a localização exata de residências em área de atenção e dos abrigos municipais. Antes dela, os municípios faziam o cadastro manual, o que gerava imprecisões na localização. “O aplicativo facilita muito o trabalho do gestor. Ele consegue ir até o local da área afetada, pelo GPS do celular faz o cadastramento das residências e dos abrigos para onde as pessoas podem ser levadas caso seja preciso sair de casa após uma situação adversa”, explica o tenente Marcos Vidal, da assessoria de Comunicação da Defesa Civil.

Neste cadastro, são incluídas informações de todas as pessoas que vivem em áreas de atenção, com detalhes sobre dificuldade de locomoção, uso de remédios controlados e até mesmo os animais de estimação da residência. Caso haja algum desastre, a Defesa Civil tem o controle dos moradores e sabe as necessidades de cada um para prestar o auxílio necessário.

CEGERD – Localizado na sede da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, em Curitiba, o Cegerd faz o monitoramento das condições meteorológicas que podem causar desastres, acompanha as ocorrências e presta apoio aos municípios na documentação para decretação de situação de emergência ou de estado de calamidade pública. O local funciona 24 horas por dia.

Fonte: Governo do Paraná

EU CONCILIO

EU CONCILIO
Eu Concilio - Mediação e Conciliação

Postagem em destaque

Ponta Grossa realiza semana de mobilização contra sífilis

Foto: divulgação A sífilis é uma doença sexualmente transmissível e facilmente tratada. No Brasil tem se apresentado de forma epidêmica...

Postagens mais visitadas da semana

CONTATO

Telefone: (42) 98874-8154 WhatsApp E-mail: jornalpontagrossa.com@gmail.com