sexta-feira, 29 de março de 2019

Feira Verde reforça quais são os materiais que podem ser trocados no programa

Foto: divulgação
O Feira Verde, através da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), reforça para a população os materiais recicláveis aceitos pelo programa nas trocas por alimentos do hortifrúti e crédito no transporte coletivo. 

“A reciclagem é um procedimento que tem por objetivo transformar materiais já utilizados em produtos novos através da reutilização. É uma forma de usar de forma mais racional os recursos naturais e reduzir a poluição", explica o Secretário da SMAPA, Ivonei Afonso Vieira.

De acordo com o diretor de Abastecimento da SMAPA, Bruno Costa, são considerados materiais recicláveis plásticos, papel, papelão, vidro, metais, isopor e pneus. A cada 4 kg destes materiais, o munícipe pode trocar por 1 kg de alimento ou uma passagem de ônibus.
Bruno Costa reforça ainda os materiais que não são aceitos no Feira Verde:

- Lixo orgânico: restos de comida, cascas de legumes, frutas, cascas de ovo e etc.
- Rejeitos: lenços, papel higiênico, absorventes e guardanapos de papel sujo, espuma, acrílico, espelhos, cerâmicas, porcelana, tijolos e etc.
- Resíduos hospitalares: algodão, seringas, agulhas, gaze, ataduras e etc.
- Lixo químico ou tóxico: embalagens de agrotóxico, latas de verniz, solventes, inseticidas e etc.

Óleo de cozinha, lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias podem ser descartados no projeto Coleta Seletiva, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Os locais de recebimento podem ser conferidos neste link. Lixo químico e tóxico, o recomendado é que o descarte seja feito nos locais que comercializam os produtos. 

Postagem em destaque

Conferência de Segurança Alimentar e Nutricional movimenta PG

Hoje (14), acontece a 2ª Conferência Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Ponta Grossa a partir das 9h.

Postagens mais visitadas da semana