domingo, 24 de fevereiro de 2019

Projetos que incentivam o turismo regional voltam a ser debatidos na Alep

A sessão plenária começa às 14h30 e é transmitida ao vivo pela 
TV Assembleia e pelo Facebook.Foto: Sandro Nascimento/ALEP.
Três projetos de lei que qualificam e incentivam as festas regionais e o turismo no Estado serão debatido em Plenário na sessão ordinária de segunda-feira (25), na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP). 

Em primeiro turno de votação, será votada a proposta de nº 10/2018, do deputado Anibelli Neto (MDB), que insere no calendário oficial de eventos do Paraná a Festa da Melancia, realizada anualmente na primeira semana de fevereiro no município de Paula Freitas, no Sul do estado.

A festividade tem como objetivo divulgar a importância da cultura da fruta para a cidade, bem como reunir e valorizar seus produtores. Em 2019, o município realizou a 28ª edição da festa, que contou com a presença em massa da população de Paula Freitas e dos munícipios vizinhos de toda a região.

Feira – De autoria do deputado Nelson Luersen (PDT), o projeto de lei nº 295/2018, que insere no Calendário Oficial de Eventos do Estado a Feira do Melado, realizada a cada dois anos, no mês de agosto, no município de Capanema, será apreciado do em segunda votação. Organizada pela Prefeitura Municipal, Associação Comercial e Empresarial e Sociedade Rural de Capanema, a Feira do Melado recebeu em sua última edição, realizada no ano passado, mais de 50 mil pessoas e contou com 200 expositores da agroindústria e comércio.

Mel – Os deputados também apreciarão em segundo turno o projeto de lei nº 286/2018, de autoria do deputado licenciado Guto Silva (PSD), instituindo a Rota do Mel da região turística do município de Arapoti. De acordo com a justificativa do texto, a região vem se fortalecendo como uma das grandes produtoras de mel do estado, com cerca de 30 mil colmeias distribuídas no município e uma produção anual que chega a uma tonelada. Em 2018, os produtores fundaram a Cooperativa dos Produtores de Mel de Arapoti que já conta com 120 famílias cadastradas.

Agroecologia – Já o projeto de lei nº 433/2018, do deputado Professor Lemos (PT), que institui a Semana Estadual de Agroecologia, será votado em terceira discussão. Segundo o texto da proposta, o objetivo é desenvolver campanhas com a finalidade de informar a população sobre o tema, principalmente no que diz respeito à biodiversidade na produção orgânica e quanto ao uso, manejo e conservação da terra.

EU CONCILIO

EU CONCILIO
Eu Concilio - Mediação e Conciliação

Postagens mais visitadas da semana

CONTATO

E-mail: jornalpontagrossa.com@gmail.com
Cel.: (42) 9.8874-8154

FALE CONOSCO:

Nome

E-mail *

Mensagem *