segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Guarapuava organiza governança municipal para fomentar a inovação

Fórum Permanente do Ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação de Guarapuava quer alinhar as ações e desenvolver propostas conjuntas para o município.
Com o objetivo de fomentar a inovação em Guarapuava, centro do Paraná, empresas, entidades e instituições de ensino do Município criaram o Fórum Permanente do Ecossistema de Ciência, Tecnologia de Inovação. A proposta é identificar sinergias, convergências de atuação e desenvolver propostas conjuntas em prol da consolidação dos segmentos.

Conforme o consultor do Sebrae/PR, Agenor Felipe Krysa, o Fórum é fruto do plano de ação do ecossistema de inovação de Guarapuava, dentro do estudo de mapeamento do setor viabilizado em 2017, pela parceria entre o Sebrae/PR, Prefeitura de Guarapuava e Fundação Certi. O estudo apontou qual a vocação do município, detalhando as competências instaladas e as oportunidades disponíveis. A pesquisa, que utilizou a metodologia Delta Opportunity indicou que, dentre as vocações, setores do agronegócio, químico/fármaco e tecnologia da informação.

“O Fórum é fundamental para alinhar os interesses dos atores do ecossistema de inovação. É uma ferramenta para disseminar as ações que refletirão no meio acadêmico, empresarial, pesquisa e nos setores potenciais apontados pelo estudo da Fundação Certi”, explica o consultor.

Para a agente de desenvolvimento e responsável pela Agência do Empreendedor de Guarapuava, Ana Claudia Klosouski, o Fórum permitirá o trabalho colaborativo, com a proposta de difundir a cultura inovadora. “São diversos atores, como empresários, acadêmicos, pesquisadores, entidades e o poder público trabalhando nesta frente de desenvolvimento”, reforça a agente.

Já o empresário Rui Primak, que integra o Núcleo da Tecnologia da Informação (NTI), da Associação Comercial e Industrial de Guarapuava (Acig), acredita que o Fórum vai ajudar a desmitificar a inovação.  “Muitos vão enxergar a inovação com outros olhos e verão que existem oportunidades de negócios locais. Guarapuava é uma cidade que tem mão de obra qualificada, um ecossistema que está se fortalecendo e permite que mais empresas e entidades façam parte dele. O desafio é fomentar isso e mostrar que temos potencial. Muitos buscam tecnologia ou inovação fora do Brasil quando, na verdade, temos pessoas qualificadas para trabalhar uma solução de forma mais rápida e barata”, comenta.

O próximo passo é a elaboração do planejamento estratégico do Fórum Permanente do Ecossistema de Ciência, Tecnologia de Inovação. O evento acontece na próxima quarta-feira (27), no escritório do Sebrae/PR, que fica na rua Quintino Bocaiúva, 1971, das 13 às 18 horas. Foram convidados empresários do setor, representantes de instituições de ensino públicas e privadas e entidades.

O Fórum será conduzido, inicialmente, pelo Sebrae/PR, através da metodologia de planejamento estratégico participativo, com o objetivo de organizar as propostas e estruturar as ações. No último dia 15, um evento realizado pela Incubadora Tecnológica de Guarapuava (INTEG) marcou o início dos trabalhos.

Postagem em destaque

Sebrae/PR assina acordo de cooperação para estimular a utilização de biogás e biometano

Termo firmado em parceria com a Unido e a CIBiogás deve movimentar mais de R$100 milhões nos próximos três anos em projetos de energia sus...

Postagens mais visitadas da semana