segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

UEPG sedia o 2º Congresso Brasileiro de Processamento Mínimo e Fisiologia da Pós-Colheita de Flores, Frutos e Hortaliças, com o tema “Inovar para reduzir perdas”

Com a participação de pesquisadores do Brasil e do exterior, a Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG, sedia, de 14 a 18 de maio de 2017, a segunda edição do Congresso Brasileiro de Processamento Mínimo e Fisiologia da Pós-Colheita de Flores, Frutos e Hortaliças (2° CBPMPC).


O evento ocorre no Centro de Convivência da UTFPR - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (Av. Monteiro Lobato, s/n - Km 04) e inclui em sua programação palestras, minicursos e apresentações de trabalhos de pesquisas nas modalidades oral e banner. Na edição 2017, o CBPMG desenvolve programação na parceria UEPG e Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), contando com a representação de instituições e ensino de todo o país.

O tema do congresso é “Inovar para reduzir perdas” e visa integrar os diversos segmentos da pós-colheita e processamento mínimo, na busca de soluções para redução das perdas pós-colheitas e maior eficiência do processamento. Para tanto, oferece espaços para amplas discussões e divulgação das tendências de mercado e das pesquisas em processamento mínimo e pós-colheita de frutas flores e hortaliças. O professor doutor Ricardo Antônio Ayub, coordenador do congresso, destaca que o evento vai trazer para os participantes o que há de mais moderno na área.

Programação e Importância
Sobre a programação técnica científica do evento, Ayub explica que foi elaborada de forma a englobar trabalhos nas quatro áreas temáticas principais: processamento mínimo de frutas e hortaliças, pós-colheita de frutas, pós-colheita de hortaliças e pós-colheita de flores, além de apresentar conferências gerais com temas atuais e inovadores proferidos por palestrantes de renome no cenário nacional e internacional. Para exemplificar, cita as participações no espaço de palestras de Jean Claude Peche Ensat, da Escola de Agronomia de Touluse (França); e Daniel Alejandro Manriquez Becerra - AGROFRESH – Chile

O coordenador ressalta a importância do congresso para o Paraná porque o estado ainda procura desenvolvimento melhor no segmento de hortifrutigranjeiros. No caso específico de frutos, registra que o Paraná é responsável por apenas 4% da produção nacional. “Ainda temos que levar em consideração que boa parte dos cítricos como a laranja tem comercialização em forma de suco o que significa que a porcentagem é ainda menor”. Destaca o evento como uma oportunidade para que técnicos e estudantes de graduação e pós-graduação possam estar próximos de palestrantes que vão tratar dos diversos segmentos da pós-colheita e processamento mínimo, contribuindo com orientações para a redução das perdas pós-colheitas.

Quanto à oportunidade da realização do congresso, Ayub acentua o prestígio da UEPG que, em parceria com a Embrapa e UTFPR, vai promover um evento de alto nível. “Estou colocando tempo e esforço para que o evento contribua com o país na difusão de novas tecnologias e no fortalecimento das cooperações internacionais que se acentuam em convênios, por exemplo, com a França, Alemanha, Espanha e Canadá”. Os interessados em mais informações sobre o Congresso Brasileiro de Processamento Mínimo e Fisiologia da Pós-Colheita de Flores, Frutos e Hortaliças (2° CBPMPC) podem ligar para (42) 3220-3088 (Laboratório de Biotecnologia Aplicada a Fruticultura da UEPG) ou pelo e-mail: rayub@uepg.br.

 Atividades do Congresso
14 de maio – abertura (19h) – professor Ricardo Ayub; palestra “From Biological Concepts To Technological Innovations In Postharvest Science” (Jean Claude Pech Ensat), às 20h; e intervalo (21h30).

15 de maio – atividade (Frutas) - “Expression Of Ethylene Receptors In Climacteric And Non-Climactric Fruits” (Christian Chervin Ensat – França), às 8h30; “Influência Hormonal na Formação de Compostos Voláteis do Aroma em Frutos Climatéricos e Não-Climatéricos” (Eduardo Purgatto Faculdade De Ciências Farmacêuticas/Usp), às 9h30; intervalo – pôsteres (10h30); “Tecnologias Pós-Colheita e sua Influência sobre o Metabolismo Antioxidante de Frutos” (Maria Raquel Alcantara de Miranda – UFC), às 11h; intervalo (12h); “Ecomnomic Views To Storage And Marketing Of Apples In Lake Of Constanze Fruit Production Region” (Manfred Buchelle KOB – Alemanha), às 14h; “Efeitos Fisiológicos e uso Comercial da Atmosfera Controlada Dinâmica para Armazenagem de Maçãs” Luiz Carlos Argenta – EPAGRI, às 15h; Intervalo – Pôsteres (16h); “New And Unconventional Uses Of 1-Mcp In Agriculture” (Daniel Alejandro Manriquez Becerra - AGROFRESH – Chile), às 17h30; Sessão de Pôsteres, às 18h30.

16 de maio – atividade (hortaliças) - “Pós Colheita de Batata” (Fernando Luiz Finger – UFV), às 14h; “Patologias Pós Colheita em Cebola” (David de Souza Jaccoud Filho – UEPG), às 15h; Intervalo – Pôsteres (16h); “Biocontrole de Micro-Organismos Oportunistas e Patógenos em Hortaliças Durante A Pós-Colheita” (Lucimeire Pilon EMBRAPA Hortaliças), às 16h30; “Perdas Pós-Colheita e Sustentabilidade das Cadeias Agroalimentares” Milza Moreira Lana - Embrapa Hortaliças, às 17:30; Sessão de Pôsteres (18h30); jantar (20h).

17 de maio - atividade (flores) - Apresentações Orais (Tema a ser distribuído a posteriori) - 4 Salas Com Apresentações Simultâneas (14h); Apresentações Orais (Tema a ser distribuído a posteriori) - 4 Salas Com Apresentações Simultâneas (15h); Intervalo – Pôsteres (16h); Apresentações Orais (Tema a ser distribuído a posteriori) - 4 Salas Com Apresentações Simultâneas (16h30); Apresentações Orais (Tema a ser distribuído a posteriori) - 4 Salas Com Apresentações Simultâneas (17h30); Sessão de Pôsteres (18h30).

18 de maio - atividade (processamento mínimo) - “Inovações nos Processos de Sanitização para Frutas E Hortaliças Minimamente Processadas” (Benedito Carlos Benedetti Feagri/Unicamp), às 8h30; “Recentes Avanços no Processamento Mínimo – “Gama IV” (Luiz Carlos De Oliveira Lima – UFLA), às 9h30; Intervalo – Pôsteres, às 10h30; "Agregação de Valor da Produção: O Caso dos Minimamente Processados" (Cristiano Nicolau Psillakis Grupo Horta), às 11h; Intervalo (12h); Apresentações Orais (Tema a ser distribuído a posteriori) - 4 Salas Com Apresentações Simultâneas (14h); Apresentações Orais (Tema a ser distribuído a posteriori) - 4 Salas Com Apresentações Simultâneas (15h); Intervalo (16h); Assembleia (16h30.

Inscrições, Informações e Apoio
A participação no congresso importa em R$ 600,00 (até 20 de fevereiro), R$ 650,00 até 24 de março, R$ 700,00 até 01 de maio, R$ 750,00 (local) – profissionais; R$ 450,00 até 20 de fevereiro, R$ 500,00 até 24 de março; R$ 550,00 até 01 de maio, R$ 600,00 (local) - Estudante de pós-graduação; R$ 325,00 até 20 de fevereiro, R$ 350,00 até 24 de março, R$ 375,00 até 01 de maio, R$ 400,00 (local). 
Para cadastrar-se, acessar (poscolheita.uepg.br/cadastrar).

Para informações sobre submissão de trabalhos ao Congresso Brasileiro de Processamento Mínimo e Fisiologia da Pós-Colheita de Flores, Frutos e Hortaliças, os interessados devem acessar (poscolheita.uepg.br/artigo).


A realização do 2° CBPMPC conta com o apoio da ABH, Castrolanda, AgroFresh, Belagrícola, Caixa Econômica Federal, Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, Fapesp, Capes, Embrapa, BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul), Rotary Internacional, VCG (Viação Campos Gerais).

Fonte: UEPG

EU CONCILIO

EU CONCILIO
Eu Concilio - Mediação e Conciliação

Postagens mais visitadas da semana

CONTATO

E-mail: jornalpontagrossa.com@gmail.com
Cel.: (42) 9.8874-8154

FALE CONOSCO:

Nome

E-mail *

Mensagem *