quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Filme: Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças

Não há como falar sobre o filme Brilho eterno de uma mente sem lembranças (2004), sem associá-lo ao seu roteirista Charlie Kaufman e que merecidamente recebeu o Oscar de Melhor Roteiro em 2005.

Para compreender o que os roteiros de Kaufman querem transmitir, é preciso ignorar regras e formas de filmes que você viu até então, pois seus roteiros fogem do óbvio e segue algo mais original que, segundo ele, ainda ninguém imaginou. Seus filmes são inovadores eem alguns casos podem causar certa estranheza, mastrazem muito de Kaufman para a tela, como foi o caso do filme Quero ser John Malkovich (1999), onde o personagem de John Cusack é o próprio Kaufman, que vive a inconstante insatisfação em ser quem é e a sensação de não se encaixar em lugar algum.

Em Brilho eterno de uma mente sem lembranças não seria diferente, com um roteiro inteiramente psicológico narra a história do casal Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet),contada de trás para frente, desde as brigas, a rotina e por fim a descoberta da paixão. Com uma narrativa não linear, cheia de símbolos e flashbackque se conectam em momentos-chave, estes narram às lembranças de Joel que luta para não apagar Clementine de sua memória.

A atuação de Winslet e Carrey foi magistral, formaram um belo par romântico, duas pessoas completamente diferentes uma da outra, mas que se completam. Carrey quebra o paradigma de ser um comediante caricato, dando vida a um personagem contido e melancólico de fala muito baixa e que comove com sua angustia evidente.

Dirigido por Michel Gondry consagrado por dirigir clipes de Björk e White Stripes, e pelo fracassado longa HumanNature, mostra um filme funcional e frio deixando o prólogo do casal menos romântico e mais dramático. Com a ajuda de efeitos especiais, as lembranças do casal vão se apagando, mostrando rostos em desfoque, ambientes desconexos da realidade que vão dando vida ao filme que comove e instiga a curiosidade.

Não é por menos que até hoje Brilho eterno de uma mente sem lembranças é considerado um dos melhores filmes em se tratar de inovação e originalidade, e graças a Kaufman temos o prazer de assistir a filmes criativos e cheios de conceitos psicológicos, vale a pena conferir.

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças / Eternal Sunshine oftheSpotlessMind. Direção de Michel Gondry. 108 Min. EUA, 2004. Drama/romance. Roteiro de Charlie Kaufman. Com: Jim Carrey, Kate Winslet, Mark Ruffalo,Tom Wilkinson, Kirsten Dunst, Elijah Wood, David Cross, Ellen Pompeo, Jane Adams.

EU CONCILIO

EU CONCILIO
Eu Concilio - Mediação e Conciliação

Postagens mais visitadas da semana

CONTATO

E-mail: jornalpontagrossa.com@gmail.com
Cel.: (42) 9.8874-8154

FALE CONOSCO:

Nome

E-mail *

Mensagem *